Se você já assistiu Stranger Things no Netflix sabe de quem estamos falando, senão, corre pra assistir porque a série é maravilhosa. Um dos protagonistas, Dustin, que é interpretado por Gaten Matarazzo, é vítima de bullying na série por causa de alguns sintomas dessa doença, a displasia cleidocraniana. Tanto na série quanto na vida real, ambos sofrem dessa disfunção genética.

A displasia cleidocraniana é uma condição genética rara, na qual os indivíduos afetados comumente apresentam impactação e atraso na erupção de dentes permanentes e ausência ou encurtamento da clavícula e sua ocorrência está estimada em cerca de 1 : 1 000 000 de pessoas.

Em entrevista recente à revista People, Gaten, que tem apenas 14 anos diz:

“Há uma chance em um milhão de ter isso, e o mais provável é que você herde de um dos pais, mas aconteceu para mim. Eu tenho um caso muito leve que não me afeta tanto, mas pode ser uma condição muito difícil ter.”

O protagonista de Stranger Things já passou por algumas cirurgias em decorrência da doença, e a sua história tem servido de inspiração pra outras pessoas. Ele ainda diz na entrevista que:

“O feedback tem sido incrível, um monte de pessoas mandam mensagens dizendo, ‘Você me fez sentir melhor comigo mesmo, ainda mais depois de ver isso em uma série de sucesso na TV’, eu sinto que estou trazendo visibilidade à essa condição e isso me faz sentir bem”.

Muito fofo não é?! <3